Paula Fernandes
Jeito de mato
Salvar em...
Simplificada
(capo 2ª casa) (intro) G Em C Am G Em C Am D (solo) (1ª parte) (2ª parte) E|-5-5-4p2------------|-2---------------------------- B|--------5-3p2-5-5/7-|--5-3p2---2-3h5-3------------- G|--------------------|---------4-------------------- D|--------------------|------------------------------ A|--------------------|------------------------------ E|--------------------|------------------------------ (3ª parte) (4ª parte) E|-2-----------------|-2----------------------------- B|---5-3p2---2-3p2---|-----3---3-3p2-2--------------- G|---------4-------4-|---4---4----------------------- D|-------------------|------------------------------- A|-------------------|------------------------------- E|-------------------|------------------------------- (*pra fazer todos os acordes da música, manter o dedo mindinho apertando a casa 5 da corda mizinha) (primeira parte) G Em De onde é quem vem esses olhos tão tristes? G Em Vem da campina onde o sol se deita C Em Do regalo de terra que teu dorso ajeita. Am C E dorme serena, no sereno e sonha G Em De onde é que salta essa voz tão risonha? G Em Da chuva que teima, mas o céu rejeita C Em No mato, do medo, da perda tristonha Am C Mas, que o sol resgata, arde deleita (segunda parte) G D Há uma estrada de pedra que passa na fazenda Em É teu destino, é tua senda. C De onde nascem tuas canções G D As tempestades do tempo que marcam tua história Em Fogo que queima na memória C E acende os corações (terceira parte) Am C Sim, dos teus pés na terra nascem flores Em A tua voz macia aplaca as dores D E espalha cores vivas pelo ar Am C Sim, dos teus olhos saem cachoeiras Em Sete Lagoas, mel e brincadeiras D Am C Espumas, ondas, águas do teu mar (intro) (repete 2ª e 3ª partes) (* da parte em que o Almir canta em diante, basta repetir a intro, e cantar junto) G Em De onde é quem vem esses olhos tão tristes? C Am Vem da campina onde o sol se deita G Em De onde é que salta essa voz tão risonha C Am D Dorme serena, no sereno e sonha G Em C De onde é quem vem esses olhos tão tristes... Am G Dorme serena e sonha